www.horadanoticia.com.br
Aqui você lê o que acontece de fato
 
    Hora da Notícia (67) 9924-2726    Busca
   Primeira Página
   Notícias
      › Brasil
      › Alcinópolis
      › Camapuã
      › Chapadão do Sul
      › Costa Rica
      › Figueirão
      › Paraíso das Águas
   Guia de Negócios
   Agenda de Eventos
   Colunistas
   Galeria de Fotos
   Aniversariantes
   Notas Breves
   Charges
   Entrevistas
   Quem Somos
   Expediente
   Anuncie Aqui!
   Fale Conosco
  Informativo
  Cotações
Notícias
Busca 
Política
19/05/2022 - 07:53
“Tudo a favor do debate, nada a favor da violência”, diz Amarildo sobre ato de deputado
Amarildo Cruz
Amarildo Cruz
Na sessão ordinária desta quarta-feira (18), os deputados Amarildo Cruz e Pedro Kemp, ambos do PT, lamentaram a conduta do colega João Henrique (PL), que efetuou disparos de pistola em um estande, durante a votação de ontem do  Projeto de Lei 417/2021, que reconhece o risco da atividade de atirador desportivo no Estado.
 
Amarildo e Kemp pediram à Mesa Diretora da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALEMS) a verificação de quebra de decoro parlamentar. “Entendo que no limite da democracia, do bom senso e da natureza da nossa função, é fundamental preservarmos o debate e o direito ao contraditório. A posição do deputado João Henrique, ao manifestar seu voto descarregando uma arma no alvo, dizendo que era para advertir o comunismo, nos causa indignação. Tudo a favor do debate, nada a favor da violência. Essa postura é lamentável, condenável”, afirmou Amarildo.
 
Kemp pediu que a Corregedoria da Casa de Leis, com base no artigo 367 do Regimento Interno, averigue o comportamento do colega. “Não podemos banalizar o Parlamento, foi quebrada a liturgia do nosso cargo e desrespeitada a população”, destacou. João Henrique fez uso da palavra para agradecer os votos para aprovação do projeto e reiterou que tem porte de armas.
 
“A Constituição Federal estabelece a competência para legislar sobre o desporto, que eu, em sessão remota, estava demonstrando, como muitos parlamentares já fizeram em outros segmentos que participam. Tenho porte de armas e, hoje com 34 anos, nunca me levou a agredir uma pessoa, seja homem ou mulher”, disse João Henrique. 
 
 
Por: Heloíse Gimenes   Foto: Luciana Nassar
    
› Deixe sua opinião
Nome  
E-mail  
Mensagem 
 
Digite as duas palavras que você vê abaixo:
 
 
   
Carreiras digitais em alta: é hora de melhorar seu currículo
    
   
Douglas de Oliveira
    
   
    
Publicidade
Hora da Noticia   |   (67) 9924-2726   |   [email protected]   |   Costa Rica - MS