www.horadanoticia.com.br
Aqui você lê o que acontece de fato
 
    Hora da Notícia (67) 9924-2726    Busca
   Primeira Página
   Notícias
      › Brasil
      › Alcinópolis
      › Camapuã
      › Chapadão do Sul
      › Costa Rica
      › Figueirão
      › Paraíso das Águas
   Guia de Negócios
   Agenda de Eventos
   Colunistas
   Galeria de Fotos
   Aniversariantes
   Notas Breves
   Charges
   Entrevistas
   Quem Somos
   Expediente
   Anuncie Aqui!
   Fale Conosco
  Informativo
  Cotações
Notícias
Busca 
Geral
04/04/2009 - 16:24
Rodovia MS 316 e 306 é motivo de vergonha para produtores da região
Foto: Hora da Noticía
Hora da Notícia

Os produtores rurais da região da Baús no município de Costa Rica, convivem a mais de 10 anos com desmantelamento de 65 km de duas rodovias estaduais, a 316 e 306 por onde passa a produção de graõs colhidos em cerca de 120 mil hectares, soja, milho e algodão. Os pecuaristas são responsáveis pela criação de um rebanho de cerca de 400 mil cabeças de gado.

Mas o transporte dessas riquezas que geram um volume alto de impostos para o Estado e município fica mais difícil a cada dia. Os políticos do Estado aparecem em épocas de eleição, prometem e depois esquecem, argumentam os produtores que preferem ficar no anonimato pelas brigas que a discussão já gerou.

Na região choveu muito nos últimos dias da semana, um congestionamento de cerca de 40 carretas se formou ao longo da estrada em virtude das que estavam atoladas na rodovia. A Rodovia teve seu fluxo de veículos aumentado em função dos caminhões que fazem o transporte de cana. Os caminhoneiros que transportam a safra dependem do tempo para iniciarem uma viagem.

Essa rodovia recebe fluxo de caminhões vindos de Mato Grosso e Goiás com destino a São Paulo, o que complica ainda mais a situação da estrada que já é de total abandono.

Os questionamentos são muitos, ”se aqui é a capital do algodão cadê os políticos responsáveis”.

Wilsom Campos Ferreira Ramos está a quatro dias viajando com uma carreta carregada de bois. Ele saiu da cidade de Joara/MT com destino a General Salgado/SP, reclama que levou três horas para andar 60 km, “estou apavorado os bois estão ai, estou viajando hà quatro dias, ”estou nervoso, cansado e com fome, é uma vergonha”. Ele chegou por volta das 6.00horas ao local, o caminhão atolou, assim como outras carretas que já estavam ali, “estamos próximos a cidade e ninguém aparece aqui para puxar os caminhões”.

“os políticos precisam nós respeitar” com essa frase o Cuiabano Bento motorista de uma carreta carregada de óleo cobra responsabilidades com a aplicação dos impostos recolhidos ao Estado, “estamos transportando alimentos, riquezas do nosso Pais, sou pai de família preciso trabalhar”. Ele chegou ontem (03) por volta das 18 horas e passou a noite no local, só as 11h00 deste sábado (04) apareceu a maquina para retirá-los, ele ficou sem janta, banho e café da manha, “pelo jeito vamos ficar sem almoço”. Ele e os motoristas sentiram medo de serem assaltados, ”passam muitos motoqueiros aqui”.

Já Alex de Brito demonstra indignação com o descaso das autoridades e questiona: “cadê o Governador, vi ele na teve fazendo campanha já para 2010, não tem coragem de colocar a cara nessas horas”. Segundo ele uma pessoa passou às seis horas da manha pelo local e disse que iria buscar a maquina, não voltou mais. Isso e uma vergonha estamos a dois quilômetros da cidade de Costa Rica, disse.

A responsabilidade pela estrada e da Agesul (Agência Estadual de Empreendimentos de Mato Grosso do Sul) que mandou uma maquina Patrol ás 11 horas depois de muita insistência dos motoristas. O Operador da maquina disse ter ficado sabendo que os caminhões estavam atolados na estrada ontem, mas a maquina estava estragada. Sou funcionário não sou chefe.

Veja Fotos: http://www.horadanoticia.com.br/fotos.php?ima_id=20

O Hora da Notícia foi chamado ao local, e assim que chegou apareceram as maquinas, uma da Agesul e outra da prefeitura com um operador mau humorado, “essa estrada é responsabilidade do Estado”, disse o funcionário público municipal pago com dinheiro do contribuinte.

O funcionário parecia que estava fazendo um favor aqueles motoristas. Ele ainda esqueceu um pino para engatar as carretas no cabo de aço, o que demorou ainda mais. Foi preciso um empresário retornar a cidade de moto para buscar o tal pino.

A operação de retirada dos caminhões foi rápida, só faltava boa vontade e ação do Estado e da Prefeitura. Com muita rapidez fizeram o trabalho de retirada dos caminhões.

Hora da Notícia



É permitida a reprodução do conteúdo desta página desde que seja citada a fonte, Hora da Notícia. Todos os direitos reservados.
    
› Comentários
Luciano Campos em 05/04/2009 12:29
Hoje estou morando Primavera do Leste MT essa semana fui perguntado sobre essa rodovia, fiquei com vergonha de dizer que ainda nao tem asfalto ai.Mais vergonha tinha que ter um tal de GOVERNADOR QUE DISSE QUE EM DOIS ANOS ESTAVA ASFALTADO ESSA RODOVIA, POR FAVOR NAO COLOQUEM  MAiS QUATRO ANOS NAO DESSE TAL.......
CLEI BITENCOURT VAZ GOMES em 04/04/2009 18:42
SÓ COM PESSOAS COMO VOCÊS DO JORNAL QUE DIVULGA M OS PROBLEMAS DE NOSSA REGIÃO, PARA TER ALGUMA ESPERANÇA QUE ELES OS FUNCIONÁRIOS DO ESTADO E DO MUNICIPIO COLOQUEM  A MÃO NA CONCIÊNCIA E FAÇAM A SUA OBRIGAÇÃO.TRABALHAR!
Keily em 04/04/2009 18:21
Eu tenho 22 anos e desde que me entendo por gente essa estrada do mesmo jeito... isso já nao e mais uma vergonha é uma falta de respeito com todos q dela precisam, Costa Rica é uma cidade maravilhosa mas por causa desta estrada não vai pra frente, como ter recurso se não tem nem como chegar na cidade.."Encontrou-se, em boa política, o segredo de fazer morrer de fome aqueles que, cultivando a terra, fazem viver os outros." ÓÓÓ governantes falem menos e trabalhem mais..........
› Deixe sua opinião
Nome  
E-mail  
Mensagem 
 
Digite as duas palavras que você vê abaixo:
 
 
   
Carreiras digitais em alta: é hora de melhorar seu currículo
    
   
Venda de carros
    
   
    
Publicidade
Hora da Noticia   |   (67) 9924-2726   |   [email protected]   |   Costa Rica - MS