www.horadanoticia.com.br
Aqui você lê o que acontece de fato
 
    Hora da Notícia (67) 9924-2726    Busca
   Primeira Página
   Notícias
      › Brasil
      › Alcinópolis
      › Camapuã
      › Chapadão do Sul
      › Costa Rica
      › Figueirão
      › Paraíso das Águas
   Guia de Negócios
   Agenda de Eventos
   Colunistas
   Galeria de Fotos
   Aniversariantes
   Notas Breves
   Charges
   Entrevistas
   Quem Somos
   Expediente
   Anuncie Aqui!
   Fale Conosco
  Informativo
  Cotações
Notícias
Busca 
Eventos
30/05/2015 - 09:34
Os palestrantes do III fórum Costa Rica sem Drogas foram unanimes em afirmar que é preciso da participação efetiva dos conselhos municipais
Foto: Hora da Notícia
Hora da Notícia
O “III Fórum Costa Rica sem Drogas” foi realizado na nas dependências da Igreja Presbiteriana Independente de Costa Rica/MS no última sexta-feira, (29) e contou a presença de dois palestrantes ilustres, o promotor de justiça da Infância, Adolescência e Juventude de Campo Grande, Sérgio Harfouche e a doutora e escritora, Aloma Ribeiro Felizardo. Os dois proferiram palestra.
 
Para o idealizador do projeto, o professor universitário e delegado de polícia civil, Cleverson Alves Santos o enfrentamento as drogas é uma necessidade. De acordo com ele as ocorrências envolvendo menores infratores diminuíram em 70% desde a implantação do projeto. O professor ressaltou que há quatro anos o projeto foi iniciado e a cada dia vem ganhando mais força, “Costa Rica está no caminho certo”, afirmou.
 
O promotor Sérgio Harfouche destacou que é preciso da parceira do poder executivo, “sem essa ajuda não se faz políticas públicas”, afirmou. Ele disse ainda que no combate as droga é preciso à participação efetiva dos conselhos municipais, mas ressaltou, “os conselhos por si só não funcionam, precisam de bons exemplos, de coração, de políticas preventivas, de saúde, educação, de reinserção social e tratamento como forma de redução de danos”.
 
Já a palestrante Aloma Ribeiro destacou a importância no combate às drogas e a valorização dos jovens, “eles são a riqueza desta cidade”. Assim como o promotor, ela voltou a frisar sobre a importância da atuação efetiva dos conselhos municipais. 
 
O anfitrião do evento, o pastor, Osmar Gomes da Igreja Presbiteriana Independente destacou a importância do III Fórum: “é importante ter a sociedade unida por uma causa justa”.
 
“Eu acredito no trabalho preventivo”, disse o juiz da comarca, Walter Artur Alge Netto. Ele cumprimentou a sociedade civil organiza e afirmou: “faço votos que esse projeto continue em Costa Rica”.
 
O coordenador do Rotary Clube, Lúcidio de Arruda observou que o fórum registra um processo de busca, “nos precisamos fazer uma  reflexões em que todos engajem neste trabalho de aprofundamento, discussão e buscas de consenso numa questão complexa e atual como o das drogas”.
 
O prefeito, Waldeli Rosa, (PR) se comprometeu em buscar a efetivação das políticas públicas no âmbito estadual, nacional e municipal visando o combate às drogas.
 
A presidente do COMAD (Conselho Municipal Antidrogas) recém empossada no cargo, Dulcinéia Rosa de Almeida afirmou que o conselho será atuante, “para que Costa Rica seja rica de amor e paz”.
 
O evento contou com a presença de professores, alunos, servidores públicos municipais, vereadores, profissionais da área de saúde e a população. O presidente do CONSEG (Conselho Municipal de Segurança) José Alcides Simplício participou do evento.


É permitida a reprodução do conteúdo desta página desde que seja citada a fonte, Hora da Notícia. Todos os direitos reservados.
         
         
         
    
› Deixe sua opinião
Nome  
E-mail  
Mensagem 
 
Digite as duas palavras que você vê abaixo:
 
 
   
Previdência: reforma corta pensão por morte pela metade e prejudica os cônjuges
    
   
Reforma da Previdência:
    
   
    
Publicidade
Hora da Noticia   |   (67) 9924-2726   |   [email protected]   |   Costa Rica - MS